Mundo terá mais de 28 bi de dispositivos IoT conectados em 2020, diz IDC.

10-09-2015

Eye4tech IoT Internet of Things Beacon iBeacon Arduino IOTZONE

A consultoria IDC estima uma base instalada global da Internet das Coisas (IoT, na sigla em inglês) de 28,1 bilhões de dispositivos em 2020, gerando receitas de US $ 1,7 trilhão. É o crescimento da indústria machine-to-machine (M2M), e o celular estará incluído no centro das movimentações.

Embora a conectividade móvel represente historicamente o núcleo de telecomunicações dos prestadores de serviços em M2M, as estratégias estão evoluindo para alcançar outras frentes da cadeia de valor.

“Com as receitas de serviços de telecomunicações de voz e os serviços de mensagens em declínio, as empresas de telecomunicações estão à procura de novas oportunidades de crescimento. M2M é certamente uma delas”, diz Ina Malatinska, analista da IDC. “Conectividade representa apenas cerca de 10% a15% do bolo total da receita M2M. Tornou-se commodity”, alerta.

Segundo a IDC, aos poucos, as empresas de telecomunicações vão colocar mais foco no desenvolvimento de análise de dados críticos. Como a demanda do mercado está mudando de monitoramento remoto simples e controle de processos de negócios e otimização de identificação de novos modelos de negócios, a análise de dados se tornará essencial para o sucesso dos negócios.

Os dados irão representar o ativo mais importante da empresa, na avaliação da IDC, e as organizações irão extrair informações relevantes a partir de grandes volumes de dados. As companhias poderão criar e oferecer serviços inovadores, estreitar o relacionamento com seus clientes e explorar novas frentes de receitas, entre outros benefícios.

A IDC acredita que as operadoras de telecomunicações continuarão a desempenhar papel principal na construção do mercado M2M/IoT, com casos de sucesso para soluções M2M/Internet das Coisas em mercados verticais, construção de parcerias fortes, permitindo o desenvolvimento de aplicativos, criação de novos serviços e capacidades analíticas.

Fonte: bitmagazine - por Solange Calvo.